时间  6小时 一分钟

航迹点数 1204

上传日期 2019年5月6日

记录日期 五月 2019

-
-
1,123 m
866 m
0
3.3
6.5
13.03 km

浏览次数: 86次 , 下载次数: 5次

邻近 Pitões das Júnias, Vila Real (Portugal)

A jornada começou cedo, aproveitando um belo dia, que ia ganhando forma, à medida que os ponteiros do relógio avançavam. O objectivo era visitar o carvalhal da Tulha, onde se alojava o curral e o seu forno. Aproveitou a boleia, um indígena de quatro patas, que nos acompanhou durante o percurso, recusando ajuda nas travessias dos ribeiros ou nas trepadas ao cabeços mais íngremes. Pouco exigente na comida, avesso a festas, mostrou conhecer a serra melhor do que ninguém!
Partimos do parque de merendas da aldeia de Pitões das Júnias, descendo até à ponte sobre o ribeiro das Aveleiras, observando os cotos da cumeada que se perfila para N e NW, bem como a imaginária linha de fronteira. Continuamos até ao carvalhal do Porto da Laje, onde se prolonga a festa do S. João da Fraga, no parque de merendas, junto ao caminho. Descemos então até às poldras do ribeiro do Penedo, que atravessamos, e continuamos pelo caminho para a capela. Num cruzamento de carreiros, derivamos para o curral de Rebolo da Porca, com o seu forno e placa com as respetivas coordenadas. No carvalhal que alberga o curral, há ainda vestígios de uma cabana, que me pareceu ser de falsa cúpula. Um pouco antes de entrarmos no primeiro bosque de carvalho negral, pode observar-se ao longe uma sequência de carvalhais, só agora a ganhar folha devido à altitude. Magnífica paisagem, de carvalhais seculares, como o do Fosso, e mais à frente o da Tulha, na corga com o mesmo nome, bem como o do Teixo. Depois deste primeiro curral, há que atravessar algumas linhas de água até chegar ao curral da Tulha. Como nãs conhecíamos a posição da cabana, andamos a procurar, porque não seguimos as "indicações" do canídeo! Este forno não tem placa com as coordenadas e o frondoso carvalhal, apresenta vestígeos de um recente incêndio. Prosseguimos a jornada pelo carreiro a meia encosta e depois junto à Corga da Tulha, até ao curral de Vergaças, onde está um forno bem arranjado e georreferenciado. protegido pelo cabeço do Fitoiro. Foi o local escoilhido para almoço.
Seguiu-se a visita ao Fojo de Pitões , que é um fojo da cabrita, como o vizinho de Parada de Outeiro, no caminho para o carvalhal do Beredo. Regressamos ao Porto da Lage e derivamos para os vestígios da Aldeia Velha de Juriz, subindo ao Castelo, que é um magnífico miradouro. Para evitar o regresso pelo mesmo caminho, descobriu-se um atalho para a aldeia, que é magnífico e entronca com o caminho para o bosque das Fadas.

Cartografia - folhas 18 ( Pitões ) e 31 ( Outeiro ) do IGE - escala 1/ 25 000.

Pontos de interesse.

- Os carvalhais ( carvalho negral ).
- Currais - Rebolo da Porca, da Tulha e Vergaças e respetivos fornos ( abrigos
pastoris).
- Fojo do lobo de Pitões ( tipo fojo da cabrita ).
- Castelo e vestígios da Aldeia Velha de Juriz.
- Cascata, junto à ponte de Pereira.
ponte rib. das Aveleiras
Carvalhal do P. da Laje
poldras rib. do Peredo
cabana em ruínas
cabana Rebolo da Porca
travessia l. água
carvalhal
travessia l. água
Carvalhal
travessia l. água
carvalhal da Tulha + Corga da Tulha
Forno do curral da Tulha
travessia l. água
Forno do curral de Vergaças
Fojo de Pitões
ponte do Pereira + cascata
ponte em madeira
Castelo
ponte
cruzeiro

评论

    You can or this trail