Paulalucas
22 2 42

Moving time  一小时 36分钟

时间  一小时 56分钟

航迹点数 1122

上传日期 2019年5月8日

记录日期 五月 2019

-
-
173 m
95 m
0
1.9
3.8
7.65 km

浏览次数: 28次 , 下载次数: 0次

邻近 Vilarinho do Bairro, Aveiro (Portugal)

Percurso com início na Escola Básica de Vilarinho do Bairro e que pretende sensibilizar a Comunidade Educativa para a proteção ambiental e proteção da saúde, dsenvolver hábitos de vida saudáveis, envolvendo toda a comunidade em práticas que aumentem a qualidade de vida e o bem-estar.
O Pinheiro Manso (Pinus pinea L.) é uma gimnospérmica, da família das Pináceas, sub-família das Pinóideas e género Pinus a que pertencem os outros pinheiros.
Por entre vinhedos e mata...
Abelha - seres vivos extremamente importantes na polinização de diversas plantas.
Erva-de-são-joão ou Hipericão é uma planta herbácea perene, pertencente à família Hypericaceae.
Vinhedos Bairradinos
A oliveira é uma árvore da família das oleáceas. A oliveira produz azeitonas, que são usadas para fazer azeite. Tem pouca altura e tronco retorcido.
Cerejeira é o nome dado a várias espécies de árvores, algumas delas frutíferas outras produtoras de madeira nobre. Estas árvores classificam-se no sub-género Cerasus incluído no género Prunus (Rosaceae). O fruto da cerejeira são as cerejas, algumas delas comestíveis. As suas flores são usualmente brancas ou cor-de-rosa, com cinco pétalas e cinco sépalas, dispostas nos ramos de forma isolada.
Pedreira de Vilarinho
Poço em adobe.
Batatal
No final de 2011, o sobreiro foi consagrado, por unanimidade da Assembleia da República, a Árvore Nacional de Portugal. Esta classificação está diretamente relacionada com a grande importância económica, social e ambiental que representa para o país. Cerca de 23% da área florestal portuguesa é constituída por sobreiros, que suportam a principal indústria do país, além de darem um contributo fundamental contra a desertificação social e de contribuírem sem paralelo para a preservação da biodiversidade associada ao montado de sobro. A importância do sobreiro em Portugal é reconhecida desde o século XIII, altura em que surgiram as primeiras leis de proteção da espécie. Em Portugal o abate de sobreiros é proibido por lei.
Torres Integra a freguesia de Vilarinho do Bairro, terra importante pois o rei D. Manuel I concedeu-lhe foral, aos seis dias de Março de 1514, criando assim um pequeno concelho. Nesse Foral que concedia alguma alforria administrativa aos habitantes, vêm mencionadas terras e lugares, nomeadamente, Torres que produzia pão, vinho e linho, com que pagavam ao senhorio, o rei, (Torres, tal qual Vilarinho, pertencia, no século XIV a Martim Lourenço da Cunha, terras que recebera de D. Afonso IV, por carta de 3 de Fevereiro de 1355, por troca com Pombeiro da Beira). Refira-se que esta terra foi designada, primeiro, de Turres, mais tarde “Torres de Barro” para se fixar apenas em Torres, passadas algumas centúrias.
É uma rocha sedimentar biogénica. Os fósseis são facilmente destacáveis com as mãos. Este calcário conquífero contem principalmente fósseis de conchas de alguns molúsculos bivalves e gastrópodes.
A Lagoa de Torres é um local natural onde é possível apreciar diversas espécies de aves, entre as quais o Pato Real.Tem sido efectuado um repovoamento de toda a lagoa, em especial com a espécie piscícola de nome comum - Tenca, de elevado valor para a pesca desportiva.Trata-se de um local que oferece as mais diversificadas utilizações pesca,lazer, tranquilidade contacto com a natureza.
O bunho é uma espécie de junco. Erva vivaz, tem caules redondos, verdes, lisos e sem folhas. As folhas, em forma de tira, são todas submersas. As flores apresentam-se em conjuntos pouco densos de espiguilhas ovais vermelhas-acastanhadas, perto do topo dos caules. Cresce em maciços densos, cobrindo largas áreas sobre as águas. Possui potencial ornamental pela sua corpulência, robustez e beleza das suas inflorescências. Pode servir para marginar lagos especialmente nas suas zonas de ocorrência natural.

评论

    You can or this trail